Haddad culpa gestão de Kassab por caos no metrô


O pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad cobrou nesta quarta(16) explicações dos governos estadual e municipal para a "crise" no transporte público da capital paulista. Ao comentar o acidente que deixou 47 feridos nesta manhã no metrô, o petista disse que o sistema metroviário carece de planejamento e de manutenção adequada. "Não é pecado o administrador se equivocar, como é o caso, mas ele tem que, no mínimo, admitir que no caso dos transportes tivemos um fracasso retumbante nos últimos 8 anos", disse Haddad, após encontro com lojistas da região central.

Haddad contou que vem conversando com técnicos do metrô nos últimos meses e que esses funcionários falaram em subinvestimento do governo estadual e descreveram casos de cortes de recursos em diversos setores. "É senso comum que têm havido cortes nos recursos de manutenção, de segurança e de atualização de equipamentos. Eu caracterizei como apagão porque eles apresentaram um quadro muito preocupante", ressaltou. O pré-candidato disse ainda que gostaria de ouvir uma resposta oficial do governo paulista sobre as denúncias dos funcionários. "Não é uma sensação com base em notícia de jornal, é uma caracterização com base em informações de técnicos", acrescentou.

O petista recordou o acidente de 2007 nas obras da estação Pinheiros da Linha 4-Amarela, episódio que deixou sete mortos. "Vamos lembrar do que ocorreu no metrô, na questão da cratera, que não foi um acidente, há muitas pessoas indiciadas por homicídio", destacou. "Independentemente da apuração deste caso específico (do acidente desta manhã), ele não é isolado", emendou.[...]

O petista voltou a criticar a gestão municipal por repassar recursos para a construção de novas linhas sem cobrar metas do governo estadual. "O que o governo Kassab fez foi lavar as mãos. Ele transferiu recursos financeiros de uma conta para outra sem exigir um novo cronograma de obras. É o velho cronograma de 2 quilômetros por ano (de novos trilhos) com dinheiro novo", reclamou.[...]

Fonte: Exame

NOTA: De fato, não é de hoje que o transporte público da maior cidade do nosso país e uma das maiores cidades do mundo sofre de uma série de problemas, isso porque oferece mais opções para a população se transportar (diferente de nossa Grande Vitória, onde só temos os buzões). Sobre o que grifei, bem, chega a ser cômico a nível de Zorra Total o nosso queridíssimo Fernando Haddad falar de planejamento. E as três problemáticas edições do Exame Nacional do Ensino Médio(ENEM), hein Haddad? Conte-nos sobre seu fantástico planejamento e controle de todos os recursos alocados nas provas...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ENEM 2015 e o orgasmo da esquerda festiva

Dando-se tempo ao tempo: cadê as vantagens do porto de Mariel?

Não, Juan Arias. Dilma não se transformou