Especial: Novo IFES Campus Cariacica - dicas para aproveitar melhor as vantagens (e driblar as dificuldades) que só Itacibá pode oferecer


Boa tarde (ou noite, afinal posso demorar bastante para finalizar este post) pessoal. Conforme prometido e reprometido o Minuto Produtivo está trazendo um especial sobre o novo IFES Campus Cariacica (cuja sede nova - e definitiva - ficará em Itacibá), que entrará em funcionamento pleno a partir da segunda-feira que vem, 29 de outubro. Bem, após mais de dois anos (quatro períodos) na "sedinha" (como o pessoal que já está locado em Itacibá chama carinhosamente o pequeno prédio já em funcionamento e que hoje recebe as turmas de graduação) e com a esperança de que no próximo período as turmas já poderiam desfrutar desse prédio novo (desde quando comecei a Engenharia de Produção, em agosto de 2010...Tudo bem, alguns me dirão que esperam desde mais tempo, eu sei) o "sedão" (outro apelido carinhoso) finalmente se tornará uma realidade. E hoje pretendo falar das facilidades (e também das dificuldades, afinal nem tudo é perfeito) que as novas instalações bem como das redondezas, além de dar dicas aos alunos locados em São Francisco de como aproveitar melhor tudo que só Itacibá pode trazer. Vamos lá? Começando pelas facilidades:

1 - Infraestrutura zero km


Minha experiência recente como monitor, na qual uma vez por semana tinha que ajudar os alunos do Técnico Integrado a sanar as dúvidas que eles tinham em Matemática, me levou a conhecer o puxadinho prédio provisório (por quase sete anos, mas vamos deixar isso quieto) de São Francisco. Mesmo em comparação com a "sedinha" de Itacibá a infraestrutura era sofrível. Corredores apertados, banheiros com portas que não fecham, falta de acesso para deficientes para o último andar, quadra de esportes que não podia ser utilizada porque ficava em cima da sala dos professores (acabou virando quadra de ping-pong)...A salinha na qual eu ficava para dar atendimento aos alunos só faltava arrancar o reboco em volta da janela, que estava se desmanchando. Para piorar, faltas de água e piques de energia elétrica eram constantes, o que levava em não raros casos a um término precoce do dia de aula. Absolutamente em nada se compara ao "sedão", que possui corredores amplos, rampas de acesso para deficientes físicos, quadra de esportes ampla e com arquibancada, espaço destinado ao futuro diretório acadêmico e ao grêmio estudantil, salas para duplas de professores, salas de aula e de ensino de idiomas (todas equipadas com ar condicionado central), biblioteca ampla com salas de estudo...Vixi, a lista de vantagens em relação a São Francisco nesse aspecto é enorme. Com o tempo vai ser difícil alguém sentir saudades do prédio provisório, viu...

2 - Em frente ao T. Itacibá

Nas vezes que eu precisava ir à São Francisco eu tentava imaginar o drama de quem precisava ir para lá. Depender de ônibus que saem de meia em meia hora ou de cinquenta em cinquenta minutos para chegar à escola não deve ser uma experiência fácil (pior ainda para quem pega três ônibus para ir e outros três para voltar). Com a nova sede, tal tormento chega ao fim. Com várias opções de linhas para o Terminal de Itacibá que passam com intervalos regulares de no máximo vinte minutos vai ser difícil colocar o trânsito como culpado de eventuais atrasos (tudo bem, às vezes ocorrem engarrafamentos na região, mas isso comentarei mais tarde).

3 - Estacionamento amplo

Mais comodidade e segurança para alunos e servidores que vem de carro para estudar ou trabalhar. Qualquer comparação com São Francisco ou com o jurássico Campus Vitória beira a covardia...Sem comentários.

Bem, creio que essas são as principais facilidades que Itacibá oferecerá aos alunos oriundos de São Francisco. Mas como disse antes, nem tudo são flores. Nem tudo é facil, é mole, é lindo (mas não precisa jogar ninguém no fundo de uma Fiorino). Alguns dos percalços que a "tchurminha" vai encarar a partir de 29/10 (05/11 para mim):

1 - Falta de cantina/restaurante e de xerox

Tudo bem, para o pessoal de São Francisco não deve ser novidade isso. Mas não pense que indo para Itacibá tal realidade mudará tão rapidamente. Durante os próximos meses provavelmente o supermercado Casagrande (também conhecido como Big House ou Casão) será a cantina de algumas centenas de alunos (tudo bem, tem o Toso que fica dentro da praça de alimentação do Casão, mas não recomendaria, a não ser que tenha bastante dinheiro para gastar). Agora pense essas centenas saindo ao mesmo tempo na hora do intervalo (que é de apenas 20 minutos) para irem comer no Casão (pior ainda se por uma infeliz coincidência tal intervalo bater com o pessoal dos cursos superiores). O pior é que apesar do supermercado ser amplo e oferecer uma ampla variedade o atendimento nos caixas é sofrível...Lentidão e eventuais faltas de troco não são raros, e no último caso a demora até poder conseguir trocar o dinheiro pode ser muito grande (só lembro que numa vez comprei um biscoito que custava 1,60 e tentei pagar com uma nota de 20,00. Como não tinha troco no caixa, a responsável tentou ver em outros caixas se tinha como trocar a grana e nisso passou uns 20 minutos, pasmem...A sorte é que um aluno da Física teve pena da minha situação e passou o cartão de crédito para que eu finalmente pudesse lanchar). Enfim, minha dica é que você se dê ao esforço para comprar lanche no Casão se e somente se não tiver como trazer lanche de casa...E claro, leve dinheiro trocado para não passar a dor de cabeça que passei. Ah, são 300 m para ir e outros 300 para voltar como "exercício físico".

Para quem gosta de passar o dia para estudar, a situação será igualmente sofrível nesse início. Existem duas opções principais, ambas precisando de uma boa caminhada para chegar até lá: a primeira é o Toso, localizada na praça de alimentação do Casão. A comida é mais barata (na última vez que comi tinha um suco de laranja como cortesia), porém as opções não são muitas e de vez em quando cometem alguns vacilos, como deixar a carne acabar na hora do almoço, e lembrando que eles não aceitam cartão de crédito. A segunda é o Vita Nutri, localizado no centro de Itacibá (prepare-se para caminhar), com bem mais opções, com direito a churrasco e queijinho assado no espeto que diliça...Mas prepare o bolso porque o quilo por lá é R$10,00 mais caro em relação ao Toso...Mas ao menos tem desconto para quem paga à vista ou então tem a comodidade de pagar no cartão de crédito.

Sobre a xerox, como ainda não teremos uma estrutura igual a do Campus Vitória disponível aos alunos (creio eu). Existem duas opções: para quem quer um pouco de comodidade (tudo bem, não é nada cômodo caminhar 300 m) tem um serviço de cópia existente na "pracinha" que tem no Casagrande (porém é mais caro). Agora para quem quer economia tem um serviço também no centro de Itacibá (mas assim como no Vita Nutri, vai precisar de caminhar muito). Ah, em caso de plotagens o serviço mais próximo fica em...Jardim América (aí não tem jeito, tem que ir de busão).

2 - O "clima" em Itacibá



Parece um tanto de exagero citar que Itacibá possui um "clima" que difere um tanto em relação dos outros campi do IFES, inclusive em relação à São Francisco, mas faz um pouco de sentido. Graças ao regime de ventos que predomina em nosso estado (ventos de NE, N e NW, sendo esse último mais pela madrugada ou manhã) e pelo relevo privilegiado, em que a face sul do "sedão" possui morros em volta que bloqueiam os ventos de S, SE e SW (daí a setinha menor em azul que fiz na imagem acima) e a face norte é relativamente plana, deixando os ventos quentes de NE, N e NW chegarem com mais força (isso explica a setinha maior em vermelho). O que eu quero dizer com essa patacoada toda é simples: é muito mais fácil, principalmente no período entre janeiro e abril, termos dias infernalmente quentes do que termos dias "congelantemente" frios entre maio e setembro. Lembrando que no primeiro período citado as temperaturas podem facilmente chegar ou ultrapassar os 35ºC, com sensações térmicas próximas ou superiores a 40ºC (não vai ser fácil para os alunos da tarde caminhar 300 m para o Casão ou ter aulas de Educação Física na quadra). E mesmo no segundo período citado são poucos os dias que de fato fazem muito frio (salvo quando vem uma frente fria muito forte), pelos motivos que já citei antes.

Mas aí alguem pode perguntar neste momento, por falar de clima: e as enchentes? Bem, essa é uma peculiaridade das redondezas do "sedão", ajudada, pra variar pelo relevo local, que faz toda a água das chuvas escoar em direção ao trevo em frente ao terminal de Itacibá. Se você não quer perder viagem, fica uma simples dica: se você acordou (para quem estuda pela manhã) ou na hora do almoço e está chovendo forte, procure informações sobre o tempo com alguém que more mais perto da nova sede (caso eu esteja online a essa hora eu sirvo). Se a informação for de chuva forte, esqueça, não perca o seu tempo e não corra o risco de protagonizar cenas como essa:


Sim, essa pessoa sou eu. Sim, essa foto foi capa do Gazeta Online no dia em que ela foi tirada (27/04/2011). Não, jamais faria isso novamente.

Mas ainda existe uma esperança: no final deste ano e no ano que vem está prevista uma ocorrência do fenômeno climático El Niño. E nos últimos cinco eventos em três deles a marca registrada foi chuvas abaixo da média. Vamos ver né...

3 - Possíveis alterações nas linhas de ônibus

Sim, do tormento de pegar seis ônibus por dia para poder ir de casa para a escola e vasco vice-versa os alunos da unidade se São Francisco podem dizer que estão livres. Mas agora todo esse fluxo de pessoas irá para as linhas que vão ao T. Itacibá. É bom a CETURB pensar em reforçar algumas dessas linhas senão já viu né...

Agora que as principais vantagens e desvantagens foram colocadas, vamos às dicas (algumas delas já foram dadas):

a) Só use o Casão se você de nenhuma forma puder trazer lanche de casa. E de preferência leve dinheiro trocado (para evitar possíveis dores de cabeça por falta de troco no caixa);

b) Em caso de chuva forte, procure se informar com quem mora perto da região antes de ir para sua aula habitual. Se o dilúvio estiver por lá também, fique em casa. Será a melhor coisa a se fazer, acredite;

c) Só passem pelo estacionamento geral se necessário. Se quiser sair do IFES para lanchar, tirar xerox ou ainda tomar banho no riacho em frente passe preferencialmente pelo estacionamento dos servidores. Assim você diminui o risco de ser atropelado por malucos que aproveitam o amplo espaço para dar uma "voltinha" em seus carros antes de voltar para casa;

d) Não se preocupem. Tem um sinal em frente ao T. Itacibá. E com acionamento com botão. Não precisa correr na frente dos carros.

Creio que isso seja o suficiente. Apesar de tudo, a nova sede tem muito mais o que oferecer que São Francisco. Pense com carinho nessas dicas, aproveite muito o "brinquedinho novo" e divirta-se. Vejo você, da galera de São Francisco, em 29/10 (caso eu venha a "cobrir" esse momento histórico) ou 05/11 (caso eu resolva descansar). Até mais!

P.S.: Créditos do vídeo e da primeira foto ao servidor Rufino Jefferson.

UPDATE: Sim, tem uma obra de drenagem que está sendo feita em frente ao novo Campus. A esperança é que com isso os alagamentos acabem.

UPDATE 2: O início das aulas será 05/11 e não 29/10 como divulgado neste post. Informações de 26/10.

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Vale lembrar que iremos pra lá sem ar condicionado. Logo, iremos sofrer muito nesse período de calor...

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. De fato, a região é muito quente. Sobre o restaurante, se tiver disposto a caminhar mais duzentos metros depois do Vitanutre, não pela principal, mas pela rua da feira, irá encontrar um restaurante que abriu recentemente com comida de boa qualidade, com preço que não chega a R$20,00 reais o kilo. No Vita Nutre se não estou enganado é R$ 27,00 o kilo, e R$ 12,00 o marmitex. No primeiro, o Marmitex é R$ 8,00. Na rua que passa atrás da Igreja Batista, um pouco adiante, tem outro restaurante,mas esse acho fraquinho.

    ResponderExcluir
  5. muito legal seu texto, este ano o IFES está bem melhor, sem cantina ainda, ok, mas a infraestrutura está muito boa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Não, Juan Arias. Dilma não se transformou

Dando-se tempo ao tempo: cadê as vantagens do porto de Mariel?

ENEM 2015 e o orgasmo da esquerda festiva