Rodney Miranda não quer praça de pedágio em Vila Velha


O prefeito eleito de Vila Velha, Rodney Miranda (DEM), não vê com bons olhos a transferência de parte das cabines de cobrança do pedágio da Terceira Ponte para o município. Ele acredita que a medida poderá prejudicar o trânsito na Avenida Carioca e em seu entorno.

Segundo Rodney, o ideal seria a adoção de uma medida que liberasse a passagem dos motoristas pelas áreas de cobrança. "Isso será debatido em conjunto, mas é importante oferecer a opção ao motorista de pagar a ida e a volta de uma só vez. Assim, ele não ficaria preso na volta", diz.

A implantação de 16 cabines em Vila Velha foi anunciada no começo do ano pelo governo do Estado. O projeto deve ser implantado até 2014 e foi acordado junto a Rodosol, empresa que administra a via. Atualmente, a mudança está em fase inicial de implantação, período que precede as desapropriações. 

A instalação será feita nas proximidades da Rua Inácio Higino (apenas no sentido Vitória/Vila Velha). A nova praça também contará com espaço exclusivo para motos e sede administrativa. 

Entre as ideias de Rodney para o município estão a implantação do anel cicloviário no entorno da cidade. A rede terá, inclusive, ligação aos terminais de ônibus. Ele também pretende rever o sistema de estacionamento rotativo que faz uso do parquímetro. "Temos ouvido muita reclamação. Tudo será revisto pelo departamento jurídico. Se não for possível cancelar o contrato, vamos redimensioná-lo, mudando valores e tempo de permanência". [...]


NOTA: De fato, o temor de Rodney Miranda quanto a isso faz sentido. Tanto que a instalação da "alça" sobre a Av. Carioca foi justamente com o intuito de desafogar o trânsito na região, logo soa meio que sem sentido instalar algo que cause retenção de tráfego justo nesse lugar. Sobre a ideia de oferecer a opção de "ida e volta", vou um pouco mais além: o pedágio poderia ser gerado e cobrado de forma automática, como acontece com as multas ocorridas nos "pardais". Assim resolve o problema da retenção nas praças de pedágio.

Sobre o anel cicloviário, a proposta do ex-secretário de segurança é boa, porém isso poderia ser visto de forma integrada com os demais municípios da RMGV, de forma que existisse uma "rede" cicloviária passando pelas principais vias e terminais de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não, Juan Arias. Dilma não se transformou

Dando-se tempo ao tempo: cadê as vantagens do porto de Mariel?

ENEM 2015 e o orgasmo da esquerda festiva