"Noobs" do ENEM - III: do attention whore no Instagram ao teste físico em Fortaleza

Sabe por que se deve chegar ao local de prova com uma hora de antecedência? É para evitar isso, fiote. (Fonte da imagem: G1)
Boa tarde pessoal. Conforme prometido na página oficial do blog no Facebook, hoje utilizarei o Minuto Produtivo para fazer um "compiladão" do ENEM 2013. Mais precisamente, será um apanhado geral do que rolou de noobisse nesses dois dias do que caminha para ser o maior vestibular do Brasil (e que agora tem realmente cara de vestibular, o que é muito bom). Enfim, vamos ao que realmente interessa.

A velha mania de deixar tudo para a última hora...

Como sempre, os retardados retardatários do ENEM honram a tradição brasileira de deixar as últimas coisas na última hora. Afinal, o INEP esqueceu de desenhar para a galera que é recomendável chegar ao local de prova com uma hora de antecedência pelo menos (uma recomendação quase óbvia na maioria dos processos seletivos), justamente pelo fato de que no final de semana a frota de transporte coletivo é reduzida (mesmo com esquemas especiais) e que nas proximidades do local chegar de carro ou mesmo moto pode se tornar uma experiência infernal (mesmo para os acostumados com os congestionamentos de segunda à sexta).

Como de costume, algumas pessoas acabaram abusando dessa tradição e se ferraram (para não dizer outra coisa), como o carinha dessa foto, que acabou se atrapalhando com o transporte público e perdeu o segundo dia de prova. Outros casos de atraso estão disponíveis no último link (os do primeiro dia podem ser conferidos aqui), em sua grande maioria por motivos que poderiam ser perfeitamente evitados: ônibus quebrado e carona atrasada, acordar tarde demais porque passou a noite estudando (alguém absorve conteúdo de três anos na véspera?), confundiu o horário de verão (o pessoal não sabe que o ENEM ocorre no Horário de Brasília?), esqueceu os documentos (depois dessa se joga, na boa), pegou muito trânsito (olha a uma hora de antecedência), obras que atrapalharam o trânsito (idem), foi beber e perdeu a hora (ótimo, ganhou mais um ano para encher a cara, belo futuro), trabalhou de madrugada (não custava pedir uma dispensa?), a gasolina acabou (quanta miséria). Ou seja, mais do mesmo, infelizmente.

Gente, "fotenha" de ENEM no Instagram não é algo bonito. Por que vocês continuam com isso?

Pedro Mequial: "Renan, vem curtir o ENEM 2013 aqui fora!" (Fonte: Divulgação/Facebook)
No ano passado, comentei sobre a parvoíce de se tirar foto da prova (naquela época, ainda teve a desculpa de que uma revista de grande circulação tivesse insinuado as pessoas a tentarem burlar as regras de segurança do exame) e admito, cheguei a ter um momento butthurt ao dizer que tais demonstrações de irresponsabilidade eram um reflexo de que boa parte do problema de nossa pavorosa educação poderiam ser colocados na conta dos estudantes. Sim, exagerei na dose. O que não significa que tirei o dos alunos da reta pelo fato de não levarem a sério um exame que pode decidir o futuro deles. Pois bem, neste ano, 36 candidatos foram eliminados do exame por fazerem...Isso.

Supondo que todos (ou a maioria deles) não receberam "por fora" para fazer este papelão, fica o aviso do título: não, (quase) ninguém está achando bonito a foto de sua prova do ENEM no Instagram, Twitter ou Facebook. E sim, é bem provável que a maioria ache você um louco ou, simplesmente, um idiota por estar fazendo isso. Eu sei que alguns podem se emocionar (?) pelo fato de estarem fazendo pela primeira vez a prova e/ou por estarem fazendo algo que pode decidir sua vaga na universidade, mas pelo amor de tudo que for de sagrado para você (ou para mim), ninguém precisa ver a foto de sua prova. Se quiser tirar uma foto de seu momento "importante", escolha o lado de fora para fazer isso (desde que a fachada do local de prova seja apresentado, claro).


Encerrando

Para fechar o "compiladão", um vídeo que mostra algo que não poderia ser enquadrado exatamente como noobisse, mas mostra que o teste de resistência que é o ENEM não se resume às quatro (ou cinco) horas e meia de prova. E sim, podemos ter momentos de grande emoção e superação. Mas fica a dica para quem for fazer o exame no ano que vem: vocês podem ser até idiotas, mas não sejam as pessoas que foram mostradas nos exemplos anteriores desta postagem.


P.S.: Quem acha que ele simulou esse desmaio pra não perder a prova levanta a mão! o/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dando-se tempo ao tempo: cadê as vantagens do porto de Mariel?

Não, Juan Arias. Dilma não se transformou

ENEM 2015 e o orgasmo da esquerda festiva