Da série: Só é golpismo quando é contra o que eu penso...

Standard and Poor's. (fonte da imagem: debtonation.org)
A exemplo do caso dos panelaços e da credibilidade dos delatores da Lava-Jato, o PT segue sua "nova-velha" lógica a risca, agora é a vez das agências de rating. Em 2008, durante o "espetáculo do crescimento", os dados da Standard and Poor's eram muito bem-vindos como confirmação do "Brasilsão" melhor do PT, as estatísticas da agência de rating eram usadas com orgulho pelo Partido dos Trabalhadores como comprovação imparcial da boa condução econômica do "Lulinha, paz e amor".

Hoje, sete anos mais tarde, as agências de rating, como a Standard and Poor's são "firuleiras" semeadoras de "uma crise forjada", e não são mais bem-vindas no Brasil.

É ou não é uma beleza?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não, Juan Arias. Dilma não se transformou

Dando-se tempo ao tempo: cadê as vantagens do porto de Mariel?

ENEM 2015 e o orgasmo da esquerda festiva